quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Jesus, onde Te puseram neste natal?


jesus
É natal! A cidade ficou toda diferente...
Corre-corre nas lojas, atropelos nas calçadas
Emoções em alta nas trocas de presentes
Como vaga-lumes, piscam árvores iluminadas.
A noite envaidecida ficou bem mais linda!
As estrelas cintilantes brilham mais ainda
Os fogos de artifícios enfeitam o lindo céu
Os sinos alegres repicam o “jingle bell”
Nas casas, com destaque, a ceia está preparada:
Nozes, panetones, avelãs, parece não faltar nada
Mas falta tudo! Porque falta o verdadeiro alimento
Jesus Cristo, o pão da vida ficou no esquecimento
A âncora da alma, cordeiro Santo, sacerdote real
Senhor dos Senhores, onde te puseram neste natal?
No canto da sala, a árvore de natal não foi esquecida
Mas se esqueceram de Jesus, a verdadeira árvore da vida
Bebem vinhos, whiskys, champanhe pela tua chegada
E não bebem desta água, que uma vez tomada
Sacia a sede para sempre e nos garante vida eternal
Não te bebem! Jesus, onde te puseram neste natal?
Limpam as suas casas, deixando-as bem adornadas
Mas não limpam os corações para que faça morada
Todos se preparam tanto para a chegada de papai noel
E não se preparam para ti, que em breve surgirá no céu
Acreditam em gnomos, duendes, adivinhos, bola de cristal
E não crêem em ti Jesus! Onde te puseram neste natal?
Ah! Eu vejo tudo acontecendo como naquele dia
Quando o meu Jesus, ainda no ventre de Maria
De estalagem em estalagem procuravam um lugar
E não havia lugar, para o filho de Deus aconchegar.
Como naquele tempo, sei que a hora já está chegando
Os sinais são evidentes, Jesus Cristo está voltando
Ele está batendo à tua porta! Ele pede para entrar
E como naquele tempo, Ele não encontra lugar
Não há lugar! O coração do homem já está ocupado
Pela vaidade, pela mentira, pelo engano e pelo pecado
Está cheio de um vazio que só Cristo pode preencher
Mas ao ouvir a sua voz, ele insiste em não perceber
Que só Jesus pode dar vida, num lindo lar celestial
E em sua ceia, há um lugar para Cristo neste natal?

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Bíblia


biblia
Não me conheces? Eu sou a Bíblia Sagrada
Sou a palavra de Deus ao homem revelada
O livro dos livros, a palavra santa e bendita
Que para a salvação do mundo foi escrita

Leia-me! E encontrarás a verdadeira sabedoria
Pois desfaço todo engano, mentira e heresia
Revelo a vida, a morte e a redenção de Jesus
Que de tanto amor, se deu por ti numa cruz

Guarda-me! Quero ser escondida no teu coração
E como uma bússola, eu te mostrarei a direção
Não errarás o caminho, nem andarás ao léu
Pois terás a certeza da tua entrada no céu

Valoriza-me! Sou um tesouro de grande valor
Por que se obedeceres aos estatutos do senhor
Ele te acrescentará riquezas, bens e prosperidade
Não só nesta terra, mas também na eternidade

Proclama-me! Leva-me aos lugares distantes
Onde vidas sem Cristo caminham errantes
Leva-me aos tristes e turbados de coração
E eu lhes mostrarei o caminho da salvação

Creia-me! Eu sou a fonte de água cristalina
O livro por excelência que a verdade ensina
Sou imparcial, sou infalível, sou digna e fiel
Sou luz, sou espada, sou a porta para o céu.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Lâmpada para os meus pés



“Lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho”
E dissipando as trevas esta palavra bendita
Iluminou os meus passos e me deu direção
Num tempo obscuro em que minha’lma aflita
Vagueava sem paz e sem ter a salvação
Com o coração triste, ferido pelos espinhos
Que se ocultavam entre as flores dos caminhos
As decepções sofridas sufocavam a minha alegria
E com uma bagagem de dores, pela estrada eu seguia
Então... Um milagre interrompeu a minha caminhada
Foi quando alguém me apresentou a bíblia sagrada
E ela entrou no meu coração com tanta veemência
Que mudou meus pensamentos e a minha existência
Foi como um farol, que brilha numa noite escura
A Bíblia chegou, dissipando a minha desventura
“Lâmpada para meus pés e luz para o meu caminho”
Já não tropeço em pedras, ando com fé entre espinhos
E quando me cercam as adversidades desta vida
Na palavra de Deus recebo a vitória prometida
Se estou triste, nela encontro o prazer e a alegria
Se erro o caminho, ela é a bússola que me guia
Se me enfraqueço, nela eu tenho o meu sustento
E quando sinto fome, a bíblia é o meu alimento
Lâmpada para meus pés... Luz para a eternidade!
Que conduz o homem no caminho da felicidade
Que dissipa as trevas e ilumina os seus passos
Para que ele não caia, no mais terrível dos laços
Que é chegar à eternidade, sem a salvação...

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Tempestade



Entre as nuvens claras e o mar sereno
Um barquinho ao longe se avistava
Dentro dele ia Jesus, o nazareno
Que num sono tranqüilo repousava

De repente, as nuvens foram escurecendo
E o mar tão calmo ficou turbulento
Os discípulos chamaram o mestre dizendo:
_ Mestre! Acorde e faça parar o vento!

Então, levantou-se o mestre de Nazaré
E vendo-os assustados, indignado perguntou:
_ Porque temeis, homens de pequena fé?
Estendeu a mão e o mar bravio aquietou.

E seus discípulos, vendo tamanha autoridade
Se perguntavam: Quem é este que tem o poder
Para acalmar o mar e cessar a tempestade
E com a sua voz faz o vento se conter?

Aquele é Jesus, o salvador da nossa alma
A nossa esperança de vida na eternidade
Se Ele está no barco, o mar bravio se acalma
Se Ele está contigo, não temas a tempestade.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Você pode me amar?



Jesus ama as crianças! Você sabe porquê?
Quando fui levado para que ele me tocasse
Tentaram impedir que dele me aproximasse
E Jesus, repreendendo aos discípulos seus
Disse: não impeçais, delas é o reino de Deus
E que para entrar neste reino com confiança
É necessário ter o coração como de criança
Jesus me ama... Você pode me amar também?
Você consegue ir tão longe, você pode ver além?
Ele se alegrou tanto com a minha aproximação!
Não me viu com os olhos, mas com o coração
Não me rejeitou, nem me fez sentir diferente
Ele me valorizou me igualando a tanta gente
Jesus provou com atitudes, que se importa comigo
Tratou-me com respeito e até mesmo como amigo
Ele nem questionou a minha tão pouca idade
Nem relevou a sua posição de autoridade
Ele poderia ter dito: não vês que estou ocupado?
Mas não... Eu me senti querido, protegido e amado
Ele viu a minha alma e não o meu tamanho
Como ovelhinha, me fez parte do seu rebanho
Chamou-me para si e me tornou importante
E o amor pregado, foi provado neste instante
Ele deixou o exemplo do que é amar alguém
Jesus me ama... Você pode me amar também?

Sou criança



Hei! Você já ouviu falar de mim?
Eu posso ser o Tiago, Junior, Felipe
O Bruno, Marcelo, Jonathas ou Patrick
Não importa! Importa é que sou criança
E muitos dizem que eu sou a esperança
De um futuro melhor para esta nação ...
Que grande desafio tenho diante de mim!
Pois como ser o futuro, se no presente,
De lá para cá, no meio de tanta gente
Vou vagando sem rumo e sem proteção?
Sou criança!Esperança de um mundo melhor
O meu caráter, aos poucos vai sendo formado
Bom ou mau? Depende do que me for dado
Serei um homem de bem, um cidadão de valor
Se no presente eu for tratado com amor
Lembre-se, criança precisa ser evangelizada
Ela tem uma alma que precisa ser alcançada
Pela graça redentora de Cristo Jesus...
Descruze os braços, guie meus passos
Mostra-me o caminho que leva ao Pai
Eu sou a criança que vem e que vai
Eu posso ser o Tiago, Junior, Felipe
O Bruno, Marcelo, Jonathas ou Patrick
Sou aquela criança que corre ao seu lado
Que sem dizer nada, reclama o seu cuidado
Semeie no meu coração a boa semente
E o futuro do nosso Brasil será diferente
A violência, a injustiça e a corrupção
Darão lugar à paz, a justiça e ao amor
Pois diz a palavra santa, que feliz é a nação
Cujo Deus é o Senhor...

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Despertar das flores


Após um longo tempo de espera
Enfim, foi chegando a primavera
E as flores que dormiam sossegadas
Despertaram porque foram chamadas
Para o mundo inteiro enfeitar...
O perfume das flores espalhou pelo ar
E os jardins que estavam entristecidos
De repente ficaram alegres e floridos
Trocando o dissabor da longa espera
Pela alegria de ver chegar a primavera
Os vestígios do inverno foram apagados
E até os pássaros que viviam calados
De galho em galho cantavam saltitantes
Procurando os lugares mais aconchegantes
Para o ninho de amor, com amor preparar
A primavera chegou exibindo as suas cores
E adornou a terra com as mais lindas flores
Rosas, cravos, violetas, orquídeas e jasmins
São presentes de Deus, para nossos jardins
E ao contemplar este milagre da natureza
Eu glorifico ao Senhor por tamanha beleza
Pois Ele criou as flores, o céu, a terra e o mar
E deu-me um coração, predisposto a amar
Para adorá-lo! Quer seja no tempo das flores
Ou no tenebroso inverno, entre espinhos e dores
Pois em todo tempo, Nele a minh’alma espera
Ver o despertar das flores, e chegar à primavera

domingo, 31 de julho de 2011

Pai, que amor é este?



Pai, que amor é este que sentes por mim?
Qual é o segredo para amar tanto assim?
Tento entender este amor e não acho jeito
Insisto em explicá-lo, mas não sei direito
Pois o teu amor é tão complexo, é diferente
É o amor que não se explica, apenas sente...
Pai, que amor é este? Conta-me com carinho
Sobre este amor que nunca me deixa sozinho
Que nos desalentos e nas aflições desta vida
Vem ao meu encontro com a mão estendida
Que na hora mais difícil, na minha indecisão
Como uma bússola, posso sentir teu amor
Apontando o caminho que me faz vencedor
E quando estou só, à procura de um amigo
Nos teus braços encontro o meu abrigo
E na tua sabedoria a palavra mais certa
Onde eu posso ver uma porta sempre aberta
E com segurança, eu posso por ela entrar...
Pai, que amor é este? Conta-me paizinho querido!
Fala deste amor, que às vezes chora escondido
Que mesmo a distancia, parece estar presente
E me torna especial no meio de tanta gente...
Pai, que amor é este? Eu só poderei entendê-lo
Olhando para o calvário, para o amor modelo
Onde por amor, Cristo se deu pela humanidade
Alí eu encontro a explicação e a verdade
O teu amor é uma fagulha do amor de Cristo
É ele que ascende dentro de ti e de mim
A chama do amor, que jamais terá fim...

terça-feira, 12 de julho de 2011

Companheiro de jornada


Não Andes só. Vou caminhar contigo...
Quero ouvir tuas queixas e te dar atenção
Se sentires frio, eu te mostrarei um abrigo
E se tiveres fome dividirei o meu pão.

Vou te amar sem cobranças ou exigência
Tendo muito a ouvir e tão pouco a falar
Tu não serás para mim apenas aparência
Pois a beleza de tua alma, irei alcançar

Serei um suporte, se precisares de apoio
E nos mares turbulentos remarei a teu lado
E antes de tirar o argueiro do teu olho
A trave do meu, eu quero ter tirado.

E se algum dia, ofendida por ti eu for
Certamente o meu coração esquecerá
Não por sete vezes, mas como disse o Senhor:
- “Até setenta vezes sete, perdoarás...”.

Mas não te esqueças companheiro de jornada
Que se durante esta nossa longa caminhada
Um dia perceberes que eu estou vacilando
Se nas minhas palavras eu estiver tropeçando

Não te decepciones com a minha atitude
Mas por favor, ore comigo e me ajude
Se me levantares, contigo voltarei a caminhar.
Se me deixares, posso não ter mais onde chegar...

sábado, 2 de julho de 2011

Fragilidade



A noite chegou, cessando todos os rumores e alaridos
Mas de repente, um tão grande silêncio é interrompido
Por uma chuva impetuosa que cai sem cessar...
Levanto-me, e pela janela entreaberta posso ver
Os estragos do vento que sem qualquer direção
Com fúria indomável, levanta a poeira do chão
Fico perplexa diante de tanta força e velocidade
Que fazem contraste com a minha fragilidade
Pois muitas vezes, pedi ao Senhor para ser resistente
Mas Ele me fez frágil, sensível e dependente...
Eu queria tanto ser como o vento que nesta hora
Tão arrogante e destemido assobia lá fora
Ele passa raivoso e os ramos curvam à sua frente
Ele desnuda as árvores e espalha as folhas pelo ar
Vaidoso, exibe a sua força, uivando em todo lugar
Ah! Eu pedi ao Senhor esta força que não falha
E Ele me fez frágil, como as flores que o vento espalha
Como eu queria esta força que sem limites canta
Mas sou tão frágil quanto a poeira que ele levanta
Senhor... Tu não me destes a força do vento!
Talvez, para que neste sublime momento
Tão quebrantada, dependente, necessitada...
Eu pudesse sentir esta doce e perfeita alegria
De olhar para o céu e as minhas mãos estender
E com toda minha alma poder sentir e dizer:
“Senhor, como eu dependo de ti”

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Nações em lágrimas


Hoje eu abri os meus ouvidos espirituais
E ouvi lamentos, prantos, gemidos e ais
Então percebi que as nações estavam chorando
As suas lágrimas como os rios iam jorrando
Era um triste lamento, era um grito de dor
De um povo que não conhece o seu salvador.
Chora a Nigéria, chora a Índia, chora a África
Chora o Egito, chora o Japão, chora o Iraque...
Choram como as mães que lamentam a sorte
De ver os seus filhos tragados pela morte
Levados pelos enganos, heresias e tradições
Transbordando em lágrimas, poderosas nações.
Nações em lágrimas... O teu pranto te identifica
Não importa se és grande, pequena, pobre ou rica
Grande é a tua dor! Incontidos são teus gemidos!
Ao ver entre as lágrimas os teus filhos queridos
Andando como cegos, sem qualquer direção
Carregando seus ídolos, desconhecendo a salvação
Meu Deus! eu preciso quebrar as minhas barreiras
Vencer o impossível e atravessar as fronteiras
Levando aos cativos, esta palavra que liberta
Seja com a minha vida, com oração, ou oferta
Porque tão perto de mim, ou em lugares distantes
Multidões estão se perdendo por caminhos errantes
Toma Senhor, toma todas as minhas indecisões!
E envia-me, a enxugar as lágrimas das nações
Pois um dia no céu, quero ver entre os remidos
Os povos que em trevas andavam tão perdidos
E diante do trono, formando grandes multidões
O Senhor se alegrará, e para sempre enxugará
- As lágrimas de todas as nações -

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Pastor não é pastor por acaso


 Pastor não é pastor por acaso, ou em vão
Ele é um escolhido, entre muitos o preferido
Para exercer na terra uma sublime missão...
Pastor não é pastor por opção ou por vontade
Não é por herança, conveniência ou emoção
Nem pela aparência, simpatia ou instrução
É mais que isto! Ser pastor é ser eleito por Cristo
E todo pastor quando por Deus é chamado
Com temor e tremor ele toma o seu cajado
Renunciando sua vida, seus sonhos e ideais
Para levar seu rebanho às mansões celestiais
Ele é o sal da terra e torna o mundo diferente
Através de suas atitudes santas e transparentes
Ele cuida das ovelhas e por elas tem tanto amor
Que as defende bravamente do lobo tentador
Pastor não “vira” pastor, ele passa por uma seleção
Que é realizada no céu e ouvida no seu coração
Porque somente Deus, pela grandeza do seu reino
É capaz de escolher um homem falho e pequeno
E fazer dele um ministro, o mensageiro da salvação
Que honra e dignifica esta tão gloriosa missão...
Pastor não é pastor por acaso! É farol que ilumina
Luz que na escuridão da noite, brilha e ensina
O caminho certo ao que não tem a direção
Ele é desejado, pois ainda no ventre foi separado
Para semear o amor em todos os dias seus
Porque um pastor, não é pastor por acaso
Ele foi gerado, dentro do coração de Deus...

sábado, 4 de junho de 2011

Vida de Pastor


Ele acorda, levanta, ajoelha e ora
Louva, consagra, jejua, exorta, sorri e chora
Aprende, ensina, repreende, consola e abençoa
Glorifica, prega, unge, visita, compreende e perdoa...

Semeia, cultiva, colhe, alimenta e oferece
Acalenta, socorre, profetiza, peleja, vence e agradece
Brilha, intercede, batiza, santifica, ouve e cala
Dá, recebe, restaura, triunfa, edifica, sente e fala...

Vida de pastor... Olha o relógio e já está atrasado!
Se não tem carro, ele pega um ônibus apertado
Vai ao hospital, presídio, velório, ou seja, onde for
Em busca da ovelha perdida, pois ele é um pastor...

Seu corpo cansado, aguarda a hora de ir pra cama
E quando isto acontece logo o telefone chama
Levanta apressado e reconhece a voz do outro lado
É de uma ovelha aflita que precisa de cuidado.

E lá se vai o pastor... Levando consolo ao coração aflito
Dos seus olhos rola uma lágrima no lugar do grito
É a dor que transforma na alegria da compensação
Por ter sido um escolhido para tão sublime missão.

É tarde quando volta pra casa, e só neste momento
A esposa diz: “Hoje é o nosso aniversario de casamento”
O clima de festa... A mesa arrumada... Mas a comida esfriou...
E sem jeito ele diz: “Perdoa meu amor, esta é a vida de pastor”.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Para você mamãe



Para você mamãe, que um dia recebeu do Senhor a sublime missão de gerar um filho, e por algum tempo o abrigou em seu ventre, alimentando, protegendo, e dando a ele o crescimento através do seu amor...
Que durante este tempo de espera, muitas vezes sonhou acordada imaginando como seria o seu sorriso, a cor dos seus olhos, dos seus cabelos e cada detalhe do seu corpinho...
Que orou por este pequenino ser que ainda não conhecia, mas que o senhor contemplava e escrevia no seu livro cada um dos seus dias...
Que após passar por tantas expectativas e emoções, viu chegar aquele tão sonhado dia e entre sorrisos e lágrimas, você o tomou em seus braços e ouviu o seu primeiro choro...
Que passou noites em claro velando pelo seu sono, cuidando de uma febre persistente, ou simplesmente cantando para ele aquela antiga canção de ninar...
Que chorou de alegria quando ele ensaiou os primeiros passos, quando nasceu o primeiro dentinho , ou quando meio embaralhado, pela primeira vez ele chamou “mamãe”...
Que com tanto jeitinho cantou para ele, “sou uma florzinha de Jesus” e com o mesmo jeitinho ensinou que o papai do céu lhe deu a vida, que criou as estrelas do céu e os peixinhos do mar...
Para você mamãe... Incansável e guerreira! Que apesar dos grandes desafios do dia a dia, ainda encontra ânimo e tempo para ensinar ao seu filho o caminho que deve andar...
Mãe, que educando seu filho faz brotar nesta terra a boa semente, que fará deste mundo um lugar melhor, um lugar onde haja paz, amor e respeito ao próximo.
Para você mamãe... um Feliz Dia das mães!

domingo, 1 de maio de 2011

Te concebi


Te concebi! Assim iniciamos a tua história
Lá no céu, um livro foi aberto nesta hora
E com sabedoria, Deus começou a escrever
Todas as coisas referentes ao teu viver...
Te concebi! Se esta hora pudesse ser registrada
Eu a chamaria de bem aventurada
Porque foi num momento feliz e bendito
Acho que aquele foi o dia mais bonito
Entre todos os dias do meu viver...
Te concebi! Não tenho ainda mudanças aparente
Mas sinto que tudo se prepara dentro de mim
Para abrigar com carinho a pequena semente
Que Deus semeou, para alegrar meu jardim...
Te concebi! Não sou eu, tenho comigo um novo ser!
Embora desconhecido, até mesmo despercebido
Sonhando acordada, eu até consigo ver
O seu frágil corpo deitado num bercinho
E às vezes me pego cantando baixinho
Uma linda canção, pra te fazer dormir...
Te concebi! Agora conheço o mistério da maternidade
É o meu sonho de menina que torna realidade
Sou mãe! Meus olhos já refletem um novo brilho
É o amor, a sublimidade de gerar um filho
Ao Senhor, minh’alma louva agradecida
Pois como Maria sou agraciada, sou escolhida...

terça-feira, 22 de março de 2011

Graça em mim


 Senhor ... Tu achaste graça em mim,
Não sei porque, pois eu era assim:
Insegura, tímida, indefinida,
Direção incerta, ovelha perdida ...

Para sorrir, tinha poucos motivos,
Nem possuía muitos adjetivos.
Não ... Eu não era sequer diferente,
Andava perdida, como tanta gente!

Personalidade, sem pontos marcantes,
Discurso monótono, nada interessante!
Inteligente, mas dentro do padrão normal,
Não .. Eu não era mesmo especial.

Tinha o coração vazio, que as vezes gelado,
Palpitava triste ao som do pecado.
Tão imperfeita eu era, e mesmo assim,
Tu Senhor ... Achaste graça em mim.

Inexplicável



Senhor, como explicar-te se tudo
Nem mesmo as palavras te explicam
Se digo que és grande logo descubro
Que grande é pequeno diante de ti.

Se digo que te amo, percebo sem jeito
É mais que amor o que trago no peito
Se tento com números dimensionar-te melhor
A matemática falha e não te faz maior.

Repito mil vezes que és maravilhoso e Santo
Busco palavras novas, digo todas e digo tanto!
Mas na tua doce presença eu me curvo e calo
Sinto que és mais do que penso e falo.

Ah! ... Se eu pudesse gritar no infinito
Algo novo, que ainda não tenham dito
Mas o que tenho são palavras desgastadas
Que dizem tudo e não te explicam em nada.

Campos brancos


Senhor... Eis-me aqui! Envia-me a mim,
Pois eu já não posso mais viver assim:
Tão absorvida pelas atividades terrenas
Trocando coisas grandes, por coisas tão pequenas
Olhando para os obstáculos que são tantos,
Mas hoje acordei e vi que os campos estão brancos.

Por isso eu quero atravessar as fronteiras
Ultrapassar os limites e quebrar as barreiras
Proclamando ao mundo a mensagem de vida
Que resgata do pecado a triste alma perdida
Vou pregar as boas novas em todos os cantos,
Hoje eu acordei e vi que os campos estão brancos.

Não me deixes pensar que não tenho tempo
Nem tão pouco esperar o melhor momento
Enquanto muitos perecem adorando a lua
Outros, carregando ídolos no meio da rua
De olhos vendados proclamando seus santos,
Hoje eu acordei e vi que os campos estão brancos.

Se me calo, até as pedras estarão clamando
Os sinais são evidentes, Jesus está voltando
E se eu não for, sei que retardo a Tua vinda
Pois muitos pecadores, não Te conhecem ainda
Os ceifeiros são poucos e os perdidos são tantos!
Hoje eu acordei e vi que os campos estão brancos.

E quando nas nuvens Tu voltares enfim
Quero te entregar os frutos que confiastes a mim
Tantas almas que com carinho foram ceifadas
Então me dirás: Venha, que eu lhe preparei moradas
E com o meu Senhor, feliz entrarei no santo dos santos
Porque hoje eu acordei e vi que os campos estão brancos.

terça-feira, 1 de março de 2011

Pronta para servir


Muito prazer... Eu sou a esposa do pastor
E com um sorriso certo e o coração aberto
Estou sempre pronta para servir...
Meu nome? Acho que dizê-lo não será preciso
Porque pode ser Miriam, Raquel, Joana, Isabel...
Não importa! Na verdade ele é sempre esquecido
E com o passar do tempo ele acaba substituído
Pelo carinhoso nome de esposa do pastor
Muito prazer... Estou sempre pronta para servir
Porque servir é a prioridade da minha missão
É o meu contentamento, o prazer em todo tempo
A alegria incontida que mora no meu coração
Onde encontrar-me? É só você olhar com atenção
Eu posso ser a recepcionista que com tanto amor
Recebe a todos que chegam à casa do Senhor
Posso ser as mãos que limpam ou as que regem
A voz que louva, que ensina, ou que abençoa
O coração que intercede, que sente os ausentes
Que chora, que entristece, mas também perdoa
Posso ser aquela irmã que ornamenta a igreja
Que vê todos os detalhes para que linda ela esteja
Eu posso estar com as crianças, como mãe protetora
Ou cuidando da melhor idade, como filha acolhedora
Posso ser os pés que se apressam para uma visita
Levando o balsamo que acalenta a alma aflita
Posso estar na ação social ou na escola dominical
No púlpito ou na cantina, devagar ou correndo
Aconselhando, palestrando, ouvindo e aprendendo
Independente da hora, do lugar ou das situações
Em meio as tempestades, ou nas comemorações
Onde houver lágrimas, ou onde houver sorrisos
Ali estarei, procurando somar e nunca dividir
Conte comigo! Eu sou a esposa do pastor
E estou sempre pronta para servir...

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Se eu não fosse uma mulher


Se eu não fosse uma mulher...
Tudo em mim seria tão diferente!
Eu não teria esta chama ardente
Que igual só sente outra mulher

Se eu não fosse uma mulher...
Como seria este meu jeito de amar
Esta disposição para entender e perdoar?
Se para amar, me concedeu o Senhor
O coração maior, para conter tanto amor

Se eu não fosse uma mulher...
Onde estariam os meus sonhos agora?
Onde eu esconderia esta lágrima que rola?
Como eu explicaria a felicidade incontida
Que só pode ser sentida, por uma mulher?

Se eu não fosse uma mulher...
Acho que eu seria como a nuvem que passa
Sem deixar marcas, sem mistérios e sem graça
Porque no meu sorriso eu teria que ocultar
A menina escondida, que teima em se revelar

Se eu não fosse uma mulher...
Eu teria que ofuscar este inefável brilho
Do amor maternal ao conceber um filho
Eu não poderia bem baixinho cantarolar
Estas frases soltas de uma canção de ninar

Mas Deus me deu a graça de ser mulher!
E pela sua onisciência, poder e sabedoria
Antes mesmo que eu nascesse, Ele já sabia
Que a obra seria vã, como outra qualquer
Se eu não fosse uma mulher...

Lágrima de uma esposa de pastor


Era mesmo impossível de se evitar
Então... Uma lágrima começou a rolar
Era tão tímida, tão suave e tão transparente
Que se fez invisível, aos olhos de toda gente
Com singeleza, depressa ela foi enxugada
E um lindo sorriso na face ainda molhada
Mais uma vez em seu lugar brilhou...
Aquela lágrima, era da esposa do pastor
Que rolou silenciosa, sem deixar explicação
Ninguém sabe se era de alegria ou de dor
Ninguém sabe porque chora o seu coração
Que bom se aquela lágrima pudesse falar!
Se com palavras ela pudesse se expressar
Talvez, ela nos contasse das angustias sofridas
Dos dias difíceis e das noites mal dormidas
Talvez, ela nos falasse da dor dos espinhos
Que nos ferem os pés, nos sublimes caminhos
Mas certamente, ela também nos falaria
De reconhecimentos, de gratidão e de alegria
Porque na vida de uma esposa de pastor
Se encontra a difícil e inexplicável mistura
De sorrisos e lágrimas, de alegria e dor...

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Família, o sonho de Deus

Dá-nos lares felizes e abençoados, Senhor!
Lares que refletem a luz do teu divino amor
Onde haja diálogo, respeito, fidelidade e união
Lares que falem bem mais que uma pregação...
Lares que sejam templos onde possas habitar
Um lugar de adoração, que seja também um altar!
Não importa se rico ou pobre, mas que nele esteja
O mesmo brilho que ilumina a tua igreja...
Senhor, dá-nos lares inabaláveis e fortes!
Onde os esposos vigilantes sejam sacerdotes
Que conduzem com responsabilidade e amor
O pequeno rebanho que lhes entregou o Senhor
Lares, onde as esposas sejam mulheres virtuosas
Adornando suas casas como pedras preciosas
Que guardem a sabedoria como um tesouro de valor
Submissas aos seus maridos, como também ao Senhor
Lares, onde os filhos sejam como um jardim plantado
E façam deste mundo um lugar mais perfumado
Cuidados com carinho, como se cultiva uma flor
Porque eles são heranças que nos concede o Senhor
Senhor, dá-nos lares que resistem às tempestades!
Lares que não sejam contaminados pelas vaidades
E nem se deixam guiar pelos conceitos mundanos
Mas que sejam transparentes, reluzentes e sem enganos
Lares que na tua santa presença, façam a diferença
Para que sejam o sal da terra e a luz do mundo
Levando aos descrentes a chama do amor fecundo
Dá-nos famílias, bem constituídas e equilibradas!
E teremos igrejas fortalecidas e santificadas
Porque toda família, unida pelos laços do amor
É um sonho infindo, o projeto mais lindo
Que para o homem, sonhou o Senhor...

sábado, 8 de janeiro de 2011

Jesus


“Se pois o filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.”
Portanto:

Nenhuma algema poderá prender
Aquele que Jesus liberta.
Nenhuma condenação há
Naquele que Jesus absolve
Nenhuma enfermidade existe
Naquele que Jesus toca.
Nenhum pecado se oculta
No coração que Jesus limpa.
E nenhuma treva pode ofuscar
A vida em que Jesus brilha.
Nem mesmo a morte pode tragar
Aquele por quem Jesus deu a vida.