terça-feira, 22 de março de 2011

Campos brancos


Senhor... Eis-me aqui! Envia-me a mim,
Pois eu já não posso mais viver assim:
Tão absorvida pelas atividades terrenas
Trocando coisas grandes, por coisas tão pequenas
Olhando para os obstáculos que são tantos,
Mas hoje acordei e vi que os campos estão brancos.

Por isso eu quero atravessar as fronteiras
Ultrapassar os limites e quebrar as barreiras
Proclamando ao mundo a mensagem de vida
Que resgata do pecado a triste alma perdida
Vou pregar as boas novas em todos os cantos,
Hoje eu acordei e vi que os campos estão brancos.

Não me deixes pensar que não tenho tempo
Nem tão pouco esperar o melhor momento
Enquanto muitos perecem adorando a lua
Outros, carregando ídolos no meio da rua
De olhos vendados proclamando seus santos,
Hoje eu acordei e vi que os campos estão brancos.

Se me calo, até as pedras estarão clamando
Os sinais são evidentes, Jesus está voltando
E se eu não for, sei que retardo a Tua vinda
Pois muitos pecadores, não Te conhecem ainda
Os ceifeiros são poucos e os perdidos são tantos!
Hoje eu acordei e vi que os campos estão brancos.

E quando nas nuvens Tu voltares enfim
Quero te entregar os frutos que confiastes a mim
Tantas almas que com carinho foram ceifadas
Então me dirás: Venha, que eu lhe preparei moradas
E com o meu Senhor, feliz entrarei no santo dos santos
Porque hoje eu acordei e vi que os campos estão brancos.

Um comentário:

  1. Liiiiiiiiiiiiiindo! Tá no meu perfil do orkut

    ResponderExcluir